Dieta sem gluten, sem lactose, doença celíaca, alergias alimentares, dieta para autismo

Minha história, por Alessandra Barlotti, São Paulo

alessandra_celiacaMeu nome é Alessandra, tenho 34 anos e descobri que sou celíaca há quase 3 anos, porem com sintomas há quase 6 anos.

Há seis anos a atrás comecei a emagrecer sem fazer regime ou mudar a minha rotina, apenas sentia freqüentes enjôos, não apresentava nenhum outro sintoma da doença celíaca. Não sou muito alta, tenho 1,57m e pulei dos 50 kg para os 45kg em 6 meses. Fiz exames de sangue, acompanhamento médico e ninguém encontrava nada...

E ai os sintomas começaram a aparecer: enjôos mais freqüentes e disenteria crônica. Nesta época estava na minha fase boêmia, as happy hours eram freqüentes e estava em um ritmo profissional estressante. Não dei muita importância aos sintomas, pois associava-os ao momento vivido. E por quase três anos foi assim... estabilizei meu peso nos 45kg, não apresentava anemia e aprendi a conviver com a minha companheira disenteria... e confesso que nesta época bebi muita (mas muita) cerveja e jurava que a disenteria era porque tinha álcool demais no meu corpo! E realmente, mas não era álcool, era glúten! Tinha época em que engordava um pouco, tinha época que eu emagrecia...

E a vida foi assim até 2007, quando resolvi ir a um gastroenterologista, pois estava cansada dos enjôos e certa de ter uma gastrite. Fiz uma endoscopia e para a minha surpresa não tinha gastrite, mas sim doença celíaca! Depois descobri que nesta época eu já tinha gastrite e não fui diagnosticada. O gastro me direcionou à uma nutricionista, e (acredito eu) que por falta de conhecimento da doença celíaca, me orientou a não comer alimentos com glúten, porem se eu eventualmente (ou frequentemente) comesse algo com glúten e não me incomodasse com os inconvenientes causados pelo glúten, não haveria problema nenhum no consumo do glúten... Por alguns meses segui uma dieta sem glúten (com alguns deslizes aos finais de semana), porém depois de uns seis meses voltei a comer o meu pão de forma, tomar a minha cervejinha no happy hour e comer aquela pizza no sábado a noite... Continuei a fazer acompanhamento com o gastro, a cada 4 meses, por longos 2 anos. Não estava emagrecendo, engordei um pouquinho, já não tinha mais disenteria e comia glúten a vontade! Segundo ele, comer glúten era uma aposta, eu poderia passar mal ou não, a aposta era minha. E o gastro achava tudo isso normal!

Em julho de 2009 parei de fumar, em novembro de 2009 fiquei grávida e lá fui eu para o gastro contar a novidade. A orientação permaneceu inalterada. Comi glúten por toda a minha gravidez, tive uma gravidez super tranqüila, com o bebe crescendo normalmente, o único detalhe foi que engordei apenas 6 kg em toda a gestação. Meu bebe nasceu prematuro de 32 semanas, fui para o pronto socorro com uma cólica e fiquei internada... cesária de emergência e meu bebe nasceu no dia 12 de junho do ano passado, com 42 cm e 1.920 gr. Artur nasceu grande para um bebe de 32 semanas, mas era tão pequenininho. O Artur ficou no hospital por 17 dias, e só aí foi para casa.

alessandra_celiaca2Voltei a trabalhar no dia 13 de outubro, o Artur estava com 4 meses, e eu tinha emagrecido 14kg! Nestes 4 meses comia feito uma louca e como costumo dizer, feito gente grande e não conseguia engordar. Tudo bem que eu também não dormia muito bem por conta do bebe ainda acordar várias vezes durante a madrugada, mas comia pizza, pão, macarrão, chocolate, iogurte, tudo que tinha (ou não) glúten. Em outubro de 2009 estava pesando 42kg e minhas roupas estavam parecendo sacos de batatas de tão grandes... e o meu gastro me receitou CENTRUM para engordar!

Foi quando em fevereiro de 2010 mudei de pediatra e, por coincidência, o novo pediatra (Dr. Joaquim) é gastropediatra. Contei que tinha doença celíaca e que comia glúten... Dr. Joaquim, que é especialista em doença celíaca, passou um sermão daqueles na mãe do Artur.. e me aconselhou a procurar outro profissional e não comer glúten nunca mais se eu quisesse ver meu filho crescer...

Mudei de gastro, desta vez um especialista cadastrado na ACELBRA, fiz minha segunda endoscopia com biópsia, fiz exames de sangue para doença celíaca (que não haviam sido solicitados em época alguma) e após os exames aboli o glúten da minha vida. Isso foi em fevereiro. Descobri que tenho gastrite não diagnosticada há dois anos, pois quando fiz a minha primeira endoscopia o laboratório não mandou o resultado da biópsia e o meu ex-gastro não sentiu falta do resultado! Peguei o resultado da biópia dois anos depois, já com o resultado da segunda biópsia...

Há quase 3 meses não como glúten, engordei 5kg e estou com uma aparência mais saudável. Minhas roupas estão voltando a reconhecer o meu corpo! Meu maridão Paulo assa pão de queijo todo dia de manhã e evita fazer alimentos com glúten em casa. Detalhe: é ele quem faz o pão de queijo e congela! Minha última descoberta foi tapioca de presunto e queijo no café da manhã...

Confesso que ainda sinto muita (mas muita) vontade de comer pão e pizza, mais do que de fumar, mas quando olho para o Artur tenho a certeza de que este esforço está valendo a pena.

- Alessandra Barlotti

Related Posts with Thumbnails
.

61 Comentários »

(não poderemos responder questões sobre diagnóstico, tratamento ou sintomas, procure sempre aconselhamento médico. No caso de receitas, não sabemos o resultado da substituição de ingredientes. Caso faça uma substituição e dê certo, sinta-se a vontade para publicar a sugestão aqui! Pedimos também que evitem postar publicidade sobre produtos e serviços, para anunciar no site clique aqui)

  1. Gostaria de saber da Alessandra se o filho dela tem doença celíaca.
    Se ele não tem, qual a probabilidade de ele ter.

    Desde já agradeço.

  2. Oi Hervídia !!!!

    O Artur não é celíaco, pelo menos por enquanto, como sou celíaca a única recomendação do pediatra foi evitar gluten até ele completar um ano.

  3. No outro lado do atlântico uma história muito parecida com a sua...
    Ausência de sintomas, diagnósticos errados, feita bolinha de ping-pong de médico em médico, inclusivé gastroenterologista.
    Também era a minha fase boémia e atribuia os sintomas ao excesso de cerveja... mas do alcool que esta continha.
    Ainda não sou mãe, mas com 1,62m emagreci até aos 36kg!!!!!!! Na altura até me diagnosticaram com anorexia e bulimia... viam-me comer e não acreditavam que eu realmente comesse aquilo tudo e pesar o que pesava. Pensavam que eu vomitava a seguir, ninguém acreditava em mim.
    Felizmente encontrei um excelente médico, clínico geral que se passou com tantos diagnósticos falsos e exames mal feitos, com biópsias também perdidas.
    No início foi difícil habituar-me à nova alimentação (ainda pra mais adoro comer!) mas hoje dou graças por terem descoberto a tempo, já que tenho 3 familiares directos com cancro de colon, duas faleceram e tinham sintomas muito parecidos... pena na altura não fazerem os testes...
    Felicidades e obrigada por ter partilhado a sua história.

  4. Alessandra ,obrigada por partilhar parte de sua vida com essa nova familia de celíacos!!!!Só assim podemos entender e fazer os outros entenderem que o nosso problema é delicado e não uma simples dieta.Descubri a doença a quase dois meses ,sempre fui magra e tinha constantes diarreias perigrinei por vários médicos.Tive diferentes diagnósticos até chegar a doença celiaca,hoje estiu radicalmente sem o glutén não é fácil principalmente no meio social.Levo sempre o meu lanche e o bom humor.Tenho um fiilho com 1 ano e 11 meses já investiguei ele não tem dc.Nesse período de dieta já engordei 2 kg pois após a gravidez perdi14 kg ficando mais magra que antes de engravidar...É ISSO E ASSIM VAMOS VIVENDO A VIDA SEM ALGUMAS COMIDINHAS FAZER O QUE.....RSRSRS

  5. Olá,
    Gostaria de saber quais os exames que são feitos pois a pediatra do meu filho acha que ele possa estar com intolerância ao gluten. Ele ja fez endoscopia 3 vezes.

  6. Ola Silvia,
    Para detecção da DC, é necessária a realização de exames de sangue (anticorpos anti-transglutaminase humana, anticorpos anti-endomisio) e confirmação através de biópsia duodenal. Para um procolo completo dos exames que devem ser pedidos, você pode acessar o link: http://www.doencaceliaca.com.br/protocolo_clinico_SUS.htm
    Abraços

  7. Olá.
    Li sua história, minha filha também é celiaca, ela tem 8 anos e foi diagnosticada celiaca com 11 meses de idade. A médica dela já liberou o glúten a algum tempo e todos os resultados dos exames de sangue dá negativo, não sei se essa doença tem cura, mas tenho muita fé em Deus e acho que minha filha está curada. Você falou também que sente falta de comer pizza, pois tem receitas de pizza sem glúten, nos aniversários da minha filha eu fazia desde bolo, coxinha, torta salgada e pizza sem glúten para ela. Meu email é fabiana.glock@hotmail.com se você quiser entrar em contato comigo. Beijos para você.

  8. olá! Fiquei um ano com os sintomas mais graves da doença celíaca. Fui internada pesando 37 quilos, completamente desnutrida, sofrendo muito, tratada como anoréxica. Saí do hospital, um pouquinho mais gorda, mas os sintomas não íam embora. Felizmente, consultei um médico que através de meus relatos e após me examinar, disse claramente: "você tem intolerância ao glúten". Exames realizados, diagnóstico concluido: doença celíaca... que felicidade, alguém tinha descoberto o mal que me afligia tanto. Tenho 54 anos, quatro filhos e há 6 anos aboli o glúten de minha vida. A dieta sem glúten é bastante fácil para quem sofreu muito e quase morreu! Hoje tenho muito mais disposição, muito mais saúde que em qualquer época da minha vida! Mesmo antes da doença celíaca se manifestar agudamente, o gluten nunca me fez muito bem, pois sempre tinha problemas intestinais e estomacais mais leves, que hoje desapareceram completamente. Vivo muito bem e peço a todos os celíacos: Não comam gluten!!! Nunca!!! bjos a todos!

  9. Olá, tenho 35 anos,nunca fui gorda , vivia tomando vitaminas para engordar,comia feito uma doida e nada,e sempre com anemia.Em setembro de 2009 comecei a ter diarréias e a emagrecer,de 46 kg passei a 40kg.procurei um clinico geral que disse que eu estava com gastrite,tratei pór 30 dias e nada.procurei um gastro que na hora me diagnosticou com colite crônica,pediu exames que deu uma bactéria,tomei 10 dias antibiotico e nada,voltei e ele pediu novamente exames (de fezes) que deu outra bactéria,tratei novamente com antibiótico por 7 dias,e nada.Voltei novamente ao médico e ele me deu a maior bronca,como se eu tivesse culpa de não melhorar.pedi que ele fizesse uma endoscopia, e ele fez e deu refluxo e gastrite crônica leve.Tratei de novo e nada.fiquei em depressão, tinha vergonha de sair de casa, desanimada mesmo,não sabia mais que médico procurar.Aí me indicaram uma médica que é coloproctologista(trata de intestino),chegando lá contei meus sintomas toda minha tragetória,e ela pediu vários exames,que foi diagnosticado intolerância ao glutém e a lactose,faz dois meses que estou sem glutém e sem lactose e já engordei 7 kg.sabe no começo a gente acha que não saber viver sem comer essas coisas.mas depois acostuma, não quero mais nem saber de comer essas coisas que só me faziam mal.Hoje estou muito bem e vou ficar ainda melhor.Um abraço a todos e espero ajudar um pouco com meu depoimento. TCHAU.

  10. Boa tarde!
    Também sou celíaca, fazem dois anos que não como mais glutén.
    Aqui na região da fronteira-oeste do Rio Grande do Sul não tem muitas pessoas com o mesmo diagnóstico meu eas pessoas em restaurantes não levam muito a sério a nossa doença.
    Adorei ler as histórias de todos!

    Abraço
    Clarisse

  11. oi, quero registrar meu testemunho, pois acredito que poderá ajudar alguém como estes depoimentos estão me ajudando.
    Estou investigando se sou celíaca. E peço todo dia que eu seja, pois senão contunuarei com os problemas que estou passando e numa maratona de investigação.
    Estou agendada para uma consulta para um proctologista, já levarei previamente todos os meu exames e diagnósticos e a minha suspeita, esperando que ele solicite os exames sobre a intolerância ao glúten.
    Venho sofrendo a muito tempo. O meu histórico de saúde desde a infância não é bom, tendência a anemia, baixo peso, dores abdominais, retirada do apêndice, internamento por mesinterite, perda de peso brusca, depressão, estress, falta de apetite sexual etc.
    Hoje, tenho 29 anos, casada, um filho de 7 anos, tenho 1,68 e 55Kg, faz três meses que perdi 10Kg. Já estou numa dieta sem glúten, mas quando eu faço um teste comendo alimentos com glúten chego a passar muito mal e tenho medo de ficar internada novamente.
    Faz mais de 7 anos que investigo estes problemas que estou passando, após o meu parto minha ginecologista disse que havia algo errado comingo, durante a cesária tive complicações. Como eu tinha uma dieta com glutén, engordei pouco durante a gravidez, mas no último mês fiquei com aspecto de inchada, achava que era retenção de líquido, 6 meses após o parto, emagreci bruscamente, chegando a pesar 53 Kg. Desde então minha saúde sempre piorou. Em 2009, chegei a pesar 66Kg, por causa da depressão comecei a comer muita comida com glúten, pois antes eu comia pouco porque eu percebia que não me fazia bem comer pizza, pão, macarrão, cerveja, mas eu não sabia o que era intolerância a glúten, foi quando um dia minha barriga ficou muito inchada, tive que ir ao hospital para fazer uma lavagem e retirar as fezes e no outro dia fiquei internada por mesinterite, que é uma inflamação generalizada, depois do internamento comecei a ter diaréia e não conseguia comer mais nada, fique a base de líquido. Após o carnaval deste ano voltei a me alimentar com glúten, comecei a piorar e faz mais ou menos 1 mês que concluir que pode ser intolerância ao glúten, mas o gastro que estava me acompanhado pediu para eu procurar um especialista no caso e estou esperando o dia da consulta.
    Quero registrar que tenho muita fé em Deus e é ele que tem me orientado em tudo que eu faço, tudo que eu descobrir foi sozinha com a ajuda de Jesus, o meu melhor amigo.
    Entrarei em contato para informar o resultado dos exames.

  12. Oi Alessandra minha historia e parecida com a sua mas eu fiquei 20 anos sofrendo com essa doença eu mesma descobri fui numa palestra e a mulher falava a mesma coisa que eu sentia , então pedia a ela o nome do exame fis e deu positivo ,parei com gluten a dois anos mas ainda tenho diarreia de vez em quando ,tenho 2 filhos 1 de 6 anos o outro de 15 eles n tem sintomas mas ainda n fis o exame neles. abraço

    Maria ap

  13. Oi Aldeneide conheso bem a sua historia ja fiquei muitas e muitas vezer enternada ja tirou a minha visicula achando que era isso ja fezcirurgia no meu umbigo achando que era isso e eu continuei pessando 42 quilos e muito mal ,entao resolvi escrever uma carta para o ministro da saude porque eu n aguentava mais sofrer foi ai que ele me mandou uma carta me enviando para um medico o medico pediu que eu fose numa palestra fui entao descobri que eu era celiaca nem sabia que existia essa doença ,hoje peso 55 kls ainda sinto algumas dores e de vez enquando tenho diarreia mas se deus quizer vou ficar curada , beijos pra vc e me da noticia dos seu exames.meu e-mail e ma.alves1969@bol.com.br.
    eu me chamo cidinha.

  14. Li seu comentário de vida, e como todos nós{celíacos) , demoramos à descobrir esta doença, como foi o meu caso . Eu também comecei emagrecer de uma hora para outra, isso já com 50 anos, foi quando "ela " começou a se manifestar . Comecei com diarréia, perdendo muito peso, sentia muita cãimbra (muitas das vezes dirigindo). Até exame de aidéticos eu fiz , imagine meu terror até receber o resultado ! Sem contar com a anemia que eu estava tendo. Até quando fui à um médico, que me orientou a procurar um "gastro". Foi aí que terminou meu pesadelo.
    Hoje graças à Deus, vivo uma vida normal e fazendo a dieta do gllutén. Hoje tenho 66 anos e quase fui para o caixão por causa desta proteína.
    Abraços à todos e saúde aos celíacos.
    cláudio.

  15. De todas as histórias que leio sobre doença celíaca, nunca encontrei nenhuma tão carregada com a minha. Há 3 anos o meu contacto com a doença celíaca resumia-se à leitura nas embalagens de Maizena (que usava para aveludar o molho branco!) da informação: apta para dietas sem glutén. Tenho 4 filhas, sendo a última do meu segundo casamento. Há 3 anos, a minha filha mais velha, rotulada com um diagnóstico errado de anorexia durante 5 anos, e graças à teimosia de uma mãe muito informada, foi diagnosticada com doença celíaca. Este diagnóstico foi um alívio e a sua recuperação, após retirada absoluta do glutén na sua alimentação, foi estrondosa. Passado um ano, de novo por teimosia da mãe, as 2 irmãs foram rastreadas. A minha 2ª filha mais velha também tinha doença celiaca. Nesta altura, já houve lágrimas. No ano passado, a minha filha mais pequenina, meia-irmã das outras, foi rastreada sem o mínimo sintoma, uma vez mais por teimosia da mãe. Também tinha doença celiaca. Aqui, houve muitas lágrimas e muita revolta. Hoje passado mais de um ano, estamos todos adaptados a uma dieta sem glutén. As minhas filhas são saudáveis, aprenderam a comer fora, e convivem de uma forma muito positiva com a sua restrição alimentar (recuso-me a dizer doença!). Eu, como mãe, gostaria de dizer a todas as outras mães nesta situação que viver com esta condição é mais simples do que se afigura nos primeiros tempos pós-diagnóstico, o meu conselho é que (1) aprenda e ensine tudo sobre rótulos e contaminações cruzadas; (2) acredite que todas as receitas de culinária podem ser preparadas sem glutén (embora, também aqui seja preciso algum treino!), (3) antes de viajar, informe-se dos restaurantes possíveis (internet!), e (4) nunca saia de casa sem um kit alimentar de emergência. Um erro que eu cometi: não encha a despensa de bolachas e bolinhos sem glutén. Afinal, embora sem glutén, não nos devemos esquecer que temos que seguir e ensinar uma alimentação saudável! Ah, e não esqueça de procurar o apoio de uma associação de celíacos. Comigo, foi uma grande ajuda. Resumindo, ..., podia ser muito pior!

  16. Olá, estava vendo o seu testemunho e outros,vejo que o sintomas são sempre os mesmo, mas a pouco mais de 15 dias, a mutricionista me pediu para cortar toda a alimentação com glúten, pois já fui a varios medicos e nada, mas meus sintonas são poucos parecido,pois ganho peso fácil e tem prisão de ventre severa, ela disse que em algunscasos pode ter estes sintonas, mas e pouco divulgado,e agora que estou sem glúten o meu intestino esta funcionando bem e a sensação de ter comido um boi acabou, e estou mais aninada, voltei para academia e voltei a correr. pois já tinha intolerância a lactose, e já tinha cortado tudo que continha lactose e não melhorava e agora graças a Deus estou otíma.bjs

  17. Para quem é celiaco e quer comer pizza, pode substituir a massa de pizza

    pela massa de pão de queijo. Fica tão gostoza quanto a pizza convencional. Escolha

    bons ingredientes e teste esta dica.

  18. Realmente percebo, pelas declarações acima, a angústia (até pior) das pessoas que não têm um diagnótico preciso (a tempo) sobre a Doença. Li declaração acima de pessoa que pensa estar curada. Não existe cura para a Doença Celíaca, e, sim, dieta isenta de glúten para o resto da vida. No entanto, é muito complicado porque não basta um rótulo dizendo contém (ou não contém) glúten. Porque até mesmo produtos naturalmente livres de glúten, podem apresentar glúten devido a alguns fatores. Ainda não existe uma legislação que obrigue a realização de testes para a detecção e quantificação de glúten nos alimentos. Recentemente um nutricionista, mestrando pela FMUSP apresentou sua defes de mestrado: "Deteceção e quantificação de glúten em alimentos industrializados pela técnica de ELISA". O laboratório de "gastro" do HC é referência em Doença Celíaca.
    Desejo a todos que consigem perseverar.
    Amelia

  19. vcs tem dores de estomago tbem
    eu tenho doença celiaca a 3 anos mas esse mes abusei to sentindo muita dor de estomago

  20. Olá
    Fiz 40 anos em abril e em novembro descobri q tenho intolerancia ao glutem e lactose
    aceitei bem a dieta, sou magra 53 k e alta 1.71.
    Tenho medo de engordar .... será q com a dieta sem glutem vou engordar???

  21. Preciso saber se em Rondônia tem algum médico especialista em Doença Celíaca.

  22. oi gente, eu sou celiaco como voces meus amigos e hoje eu tenho 14anos e quando eu descobri essa doença eu tinha 9 anos e quando criança bastava eu comer um alimento com glutem e eu vomitava em segundos e eu não sabia pq eu tinha esses sintomas e eu tinha anemia e perda de peso , e agora com 14 anos eu não sinto mais nada disso nem um sintomas se quer quando eu comor o trigo , e eu já fiz tres indoscopia e exames de sangue e dão positivo e sempre nas biopsias dá atrofia do duodeno, e dizem que essa doença deixa a pessoa com baixa estatura e eu sou muito alto tenho 1,76, e sera que eu tenho essa doença , ow já fui curado ???

  23. ola pessoal, tenho 28 anos comecei com os sintomas de celíaca qdo tinha por volta de 1 ano de idade. Não comia,não dormia,abdomem extendido, muita diarréia;para se ter idéia quem não me conhecia perguntava se eu tinha 5 meses de tão debilitada que estava. Bom a questão toda foi descobrir a tal doença celíaca, naquela época numa cidadezinha do interior de Santa Catarina minha mãe relata que foi em todos os médicos, até em crendices populares ela me levou. Foi ai que um dia um médico de fora do estado veio visitar a familia e constatou primeiramente de exames fisicos a doença e indicou um especialista fora da cidade. Lembro-me como hj as idas para Florianópolis e passava dias no hospital da Criança fazendo exames, endoscopia e assim por diante.Por varios anos segui essa rotina.A minha história é um pouco diferente pq. Eu ja cresci acostumada comer comidas sem glutem,diferente de quem ja conhece a delicia que é comer um pão, uma pizza etc.Na época não existia comidas diferenciadas como se encontra hj. Festinhas de coleguinhas na escola nunca podia comer aquelas delicias que toda criança gosta. Lanche da escola?enquanto meus colegas levavam sanduiches, bolos, sucrilhos, tudo aquilo que me enchiam os olhos, eu levava pedacinhos de frango grelhado, bife a milanesa(com farinha de mandioca) que eu comia e fazia de conta na minha imaginação de criança de nível de pré escolar que estava comendo um pastel, imaginava que o gosto de um paste fosse como um bife a milanesa. E assim era e sempre foi e sempre será a vida de quem não pode comer glútem,aveia,centeio,cevada e assim por diante.Espero que tenha colaborado um pouquinho nessa nossa luta que não é fácil, olhar e ter vontade de comer todas aquelas coisas maravilhosas e não poder, as vezes me pego olhando aquelas tortas maravilhosas penso o seguinte: não vou comer para não engordar.

    Abraços

  24. oi gente, eu sou celiaco eu descobri com 9 anos de idade e agora eu tenho 14 e eu quero dizer a voces celiacos como eu que comam o glutem, se não voces não vão aproveitar o melhor da vida que tem varias comidas ótimas feitas com trigo e eu como pq se for pra mim morre dessa doença eu morro se não for tudo bem por isso que eu como, mais o celiaco que resolver pensar assim como eu tem que tá desidido a arca com as consequencias ,pq quase toda semana eu fico internado no hospital passando muito mau,mais eu recomendo a voces comerem o gluten valew quem quiser meu msn tá aqui ycaro_ale@hotmail.com

  25. Gostaria muito de ter uma indicação de algum Médico Gastro especialista em doença Celíaca, pois estou com doença Celíaca diagnosticada a 8 meses e no meu exame de endoscopia do duodeno, diz que eu estou com alguns linfonodos benignos ,mas os médicos que passei infelizmente estão despreparados para,me responderem o que é, e se pode virarem malignos.
    Depois da dieta eu melhorei ,mas ainda não estou 100%.
    Estou muito aflita ,pois descobri esta semana ,que estou com intolerância a lactose tambem.
    Por favor me ajudem preciso tambem, de uma Nutricionista especialista em Doença Celiaca.

    Muito obrigada
    Waldirene

  26. Já alguns anos tenho sofrido com diarréias ao comer determinados alimentos como pizza, chocolate e cerveja, mas nem imaginava o que era, agora graças a todos estes depoimentos tenho certeza de que se trata de intolerância a glicose, estou decidido vou mudar neu hábito alimentar.

  27. Boa tarde,
    estou suspeitando que posso ser portador dessa doença.
    Qual a especialidade do médico que devo procurar para exames?
    Grato

  28. Olá, minha filha tem alergia á lactose e gluten. Alguem poderia me ajudar? Ela entrou em depressão, pois emagreceu 8kg e já era magra.Não sei o que fazer pra ela comer e engordar, por favor me ajudem!!!!!!!!!!!!!!!!!Ela tem 27 anos, vai ao psicologo, psiquiatra e gastro, pois tem gastrite leve. Só tem vontade de dormir e diz que quer morrer, seus amigos sumiram, ninguem a chama pra sair, só Deus pra me ajudar a salvar minha filha!!!!!!!!Conto com vcs que lerem esse meu comentario.

  29. Olá, tenho 40 anos e descobri que tenho a Doença de Celíaco em Dezembro de 2011, o engraçado é que muitos de nós temos os mesmos sintomas os mesmos diagnósticos erronios os mesmos anos tentando se tratar de anemias, deficiencias de ferro e outros sintomas
    e depois de tantos desencontros encontrar um médico (de Deus) Dr. Ywa e ele me pedir os exames corretos e diagnosticar que tinha a doença , além do choque, o difícil é se adaptar a novos recomeços.
    Mas é isso aí temos a Doença e teremos que conviver com ela da melhor maneira possível.

    Abraço
    Soraia

  30. Gente, mas o que pode substituir a farinha de trigo?
    E o que mais tem glúten sem ser farinhas?
    Não existe farinha sem glúten?

    grata.

  31. OLA, CLARA EXISTE SIM FARINHA SEM GLUTEM. A FARINHA DE ARROZ É UMA FARINHA ESPECIAL E VC PODE FAZER BOLO COM ELA SEM MEDO. UM GRANDE ABRAÇO...

  32. Olá meu nome é Pedro e tenho 13 anos e descobri que tenho dc a três anos atras, no começo foi facil resistir a tentação do glúten, mais no segundo ano como eu tenho uma irmã gêmea que não tem intolerância ao glúten eu pensei na escola na hora do recreio que uma só vez que eu comece algum alimento com glúten não me faria mal. Desde então não conseguia parar de comer glúten longe dos meus familiares, mais tentei resistir mais uma vez, pois sabia que se continuasse ingerindo alimentos com glúten acabaria estragando toda minha vida, hoje eu só como alimentos sem glúten e minha mãe e eu pegamos receitas de bolos pizzas etc... para celíacos. A sua historia me ajudou muito e também me deu muita esperanças, como você sempre terei vontade de comer algo com massa, mas a vida continua. Abraços e tenha uma boa vida o//

  33. Olá..gostei muito de ler todos os depoimentos,pois eles fazem eu me sentir "normal",é como se eu não estivesse sozinha.Há 4 anos fui diagnosticado com DC e intolerância a lactose e a partir de então minha vida mudou,por sorte tenho amigos e familiares que me ajudam evitando comer algo com glutem perto de mim ou não deixando que eu acabe me contaminando por um momento de desejo(ah!nesses dias chego a salivar de tanta saudade de comer algo que há tempo não consumo).
    Tive sorte ao ser diagnosticada,a primeira médica que procurei foi excelente e me orientou de forma correta ,objetiva e direta não me escondendo o final triste que eu poderia ter caso continuasse com o glutem.Mas de todas as dificuldades dessa doença a que mais me faz sofrer é de explicar praticamente toda semana a alguem que não posso comer algo e mesmo assim insistem e acham que estou me fazendo,esta situação me entristece muito ,choro e me revolto comigo mesma,pois é como se eu fosse um ser estranho...Quando há a contaminação involuntaria(como em restaurantes ou produtos sem especificação clara) tenho dores,diarréia,humor instavel e espinhas e nos últimos tempos tenho vômito , dormência no rosto e falta de ar...Desculpem meu desabafo,mas precisava "falar" com pessoas que me compreenderiam...Apesar deste meu incomodo pessoal,faço a dieta e recomendo que todos que precisarem a façam também,pois como alguém já comentou não há cura,o que existe é cuidado...Abraços a todos...

  34. BOA TARDE CELÍ, NOS TODOS ENTENDEMOS PERFEITAMENTE OQUE VC ESTA PASSANDO, MAS FORÇA, CONTINUE LUTANDO CONTRA ESSA DOENÇA. TENHO TAMBEM E SEI O QUANTO ISSO ENCOMODA O NOSSO ORGANISMO,
    UM GRANDE ABRAÇO...

  35. Oi !!!! Olha eu aqui !!!! 2 anos depois..... há 3 anos sem gluten na minha vida e fazendo dieta sem gluten para emagrecer..... recuperei meus quilos e ganhei mais alguns !!!!

    Agora qdo como gluten, literalmente, eu vomito..... o gastro disse que é pq me corpo rejeita o gluten.... só paro qdo não tem mais nada no meu estomago. Penso duas (ou três) vezes antes de comer um pãozinho... passar mal não compensa a sessão no banheiro...

  36. OI ALESSANDRA. LI SUA HISTORIA, GOSTARIA DE CONVERSAR COM VC.
    um grande abraço BÁRBARA

  37. Oi.. queria saber como voce se alimentou para se recuperar .. tenho o mesmo problema e me sinto perdida .. estou com anemia e gastrite e intolerancia lactose .. queria muito conversa com vc.
    bjo

  38. bom esses comentario me ajudaram muito, pois sou mãe de uma criança de 4 anos e a 11meses descobri que ela tinha doença ciliaca e intolerancia a lactose eu morava na capital de rondonia porto velho e ainda assim foi muito dificil sou tecnica de enfermagem e trabalho com varios médicos inclusive pediatra e a minha pelegrinação foi grande tambem desde que ele saiu do peito a doença dele sempre foi vomito e diarreia pois ele sempre gostou muito de comer mas sempre vomitava, e assim foi e ele não gostava muito de pão, dava missim miojo e as vezes ele vomitava dentro do prato e voltava a comer ele gostava muito de comer, e quando ele completou 3 anos de idade foi quando começaram aparecer o sintomas mais graves ele foi para a escola e comia o lancre ele estudou 3 meses e foi aparecendo as crises uma atraz da outra de gripes alergicas dores abdominais fortissimas que ele acordava de madrugada transpirando de dor,vomitos e diarreias de jato ele passou mal um dia na escola e ficou todo cianotico (roxinho) e ai começou a investigação ia com um medico com outro um exame e outro ele nao saia de doze quilos até o dia que as quatro da madrugada ele acordou e deitou na sa gritando do chão a barriga dele estava tão grande que parecia que ia estourar ele gritava tanto de dor eu corri para o pronto socorro e uma pediatra só passou buscopan e um soro e enquanto ele tomava aquele soro trocou outra pediatra desceu as escadas ela foi a pessoa que Deus usou para abençoar a minha vida e a do kalebe quando o soro terminou eu fui até la dinovo com ela e meu filho não parava de gritar de dor quando ela pediu para examinar ele e eu disse toda a minha peregrinação e todos os exames que já havia feito então ela examinou ele e disse mãe eu vou passar um exame para vc fazer mas e quase certeza seu filho tem doença ciliaca. eu não sabia o que era isso fiz os exames e foi certeira deu foi um alivio e uma bomba pra mim, um alivio pois tinha discoberto o que ele tinha e a bomba pois eu não sabia nada a respeito dessa doença, agora faz onze meses que descobrimos e o meu filho esta com dezenove quilhos e quinhentos gramas ele não come nada que contenha glutem e as vezes algumas coisas que contenha lactose, e nesses onze meses 2 vezes ele comeu fora comida feita com caldo knor e sazon e ele passou muito mal com tosse alergica muito forte e vomitos mais eu preciso muito dos relatos e das ajudas pois eu me dudei para o interior e ninguem conhece esta doença nem mesmo os profissionais de saude e isso me encomoda muito pois eu tenho que ficar falando todo tempo a mesma coisa e não tenho com quem conversar pois ninguem conhece e tudo o que eu sei eu busquei lendo e atraves destes relatos que da força e nos ajuda a ver que não é so a gente que está neste barco mas que tem outras pessoas remando tambem para ficarem melhores e gozarem da boa saude.

  39. souceliaca as vezes fico muito triste por isso sinto k estou perdendo massa muscular e isso me deixa desesperada estou ficando flacida ok fazer????? bjsssss

  40. li todos os depoimentos e fiquei ainda mais confusa.tenho 27 anos e a uns 7 vivo tratando de refluxo, intestino preguiçoso e as vezes diarreia( que os medicos de minha cidade dizem ser viroze).De quatro meses para ca piorou tudo tenho todos os sintomas de antes so que bem mais fortes emagreci 4 quilos sem razao aparente estou sentindo colicas terriveis no intestino minha barriga incha tanto que chega a parecer que estou gravida tenho vontade de vomitar sempre que me alimento, sinto fraqueza, sonolencia, sempre que como bolos paes ou tomo leite fico com o estomago dilatado com vontade de arrotar e nao consigo. Quando evacuo parece que nao foi o suficiente estou muito irritada,sinto muita tonteira , nao tenho animo pra nada estou sentindo colicas diariamente. moro no interior de minas e aqui e muito dificil de conseguir uma consulta ate mesmo com clinico geral. nao sei mais o que fazer nao aguento mais sentir tantas dores no abdomem , nao aguento mai tantos gases no no estomago e no intestino. e nao quero ir ao medico pois eles sempre dizem que e refluxo e me mandam tomar omeprazol que nao resolve nada

  41. Olá. Gostaria se possível de indicações de médicos gastroenterologistas que tenham prática com pacientes celíacos. Tenho alguns sintomas, poucos, e gostaria de pesquisar mais à fundo. Moro em sp. Grata

  42. Ola pessoal, descobri que tenho DC no inicio deste ano, os sintomas comecaram ha mais ou menos 2 anos (diarreia, dor abdominal, nauseas, glossite), mas nao perdi nenhum quilinho com isso. Sou alta, sem tive dificuldade para emagrecer, sofri a vida inteira com sobrepeso, nao sou obesa mas vivo brigando com a balanca. Quando comecei a dieta sem gluten em fevereiro, comecei a engordar MUITO, o que nao e nada bom. No primeiro mes foi 4 Kg e agora o ganho esta menor mas continua progredindo. Ja fui a nutricionistas, endocrinologistas....etc....e alem da restricao ao gluten e lactose tb tenho que fazer restricao calorica, o que estame deixando mais triste porque mesmo assim nao esta resolvendo. Alguem tem experiencia com isso? sabe de caso semelhante? Porque eu so conheco celiacos magros....estou tao triste....

  43. Olá Alessandra.
    Você poderia passar os contatos do Dr. Joaquim.
    Tenho um parente que está com a doença celiaca e gostaria de uma opiniao especializada.

    Obrigado

  44. Oi Fernando !

    Joaquim Carlos Soares D'Azevedo
    Av. Bem-te-vi, 333 - 3º and. - cj. 31, Indianópolis, São Paulo, SP
    CEP: 04524-030
    Telefones: 11 5041-7557

    Atende Unimed.

  45. fui diagnosticada celiaca a 4 anos, tenho hoje 38 anos, achei que os exames estavam errado e o que eu tinha era só uma dor na barriga. tudo dava positivo 3 exames de sanque e 2 vezes endoscopia com biopisia, não gostei, mas levei a serio, comecei a ler, ir na acelbra e comecei a achar que meu filho mais velho tambem era pois teve muitos problemas de diarreia quando bebe e ate os 6 anos quase morreu com hematocrito 7 correram para fazer transfusão de sangue, graças a Deus deu tudo certo mas sempre com uma dor de barriga minha medica pediu para fazer nos meus dois filho o mais velho com 12 anos deu positivo no sangue e na biopsia, agora sei porque ele passou muito mal quando criança, e fiz exame no meu mais novo que tinha 6 anos para minha surpresa tambem!!!!!!
    Só fico triste porque os médico nunca fizeram este exame no meu filho quando pequeno, ele teria sofrido menos.
    Aqui em casa todos fazem bem direitinho a diéta, hoje sou um pouco escrava da cozinha mas vale a pena saber que estou cuidando dos meus filhossss, um abrço a todos espero que tenha ajudado.

  46. Amigos,

    Algumas pessoas manifestaram o desejo de saber um médico especialista em Doença Celíaca. No Brasil um dos maiores conhecedores da doença é o Dr. Aytan Miranda Sipahi. Professor Chefe do Departamento de Gastro do Hospital das Clínicas de São Paulo. Ele é um grande pesquisador sobre Doença Celíaca. Quanto ao Nutricionista... há um Nutricionista especiliazado, aluno do Dr Aytan que trabalha na "Uningá" em Maringá - PR.
    Melhor qualidade de vida a todos!
    Dora

  47. Boa Noite,
    Oi, Alessandra, gostaria de contar a minha história para saber se encontro outras pessoas com o mesmo problema que eu. Tenho 30 anos e sou diagnosticada celíaca há 3 anos, tudo começou quando tinha 23 anos (63 kg- 1,67mt) e tinha nauseas e diarreias frequentes, quando completei 25 anos tive uma crise e fui parar no hospital com septicemia todos os órgãos infeccionados, depois de 17 dias muito mal consegui me recuperar das infecções mais as nauseas e diarreias passaram a ser diárias, fiz vários exames durante 2 anos e nada, meu médico não suspeitava da doença celíaca, pois meu peso já era um pouco acima do recomendado (tinha 68 Kg - recomendado entre 60Kg ) apesar de apresentar uma profunda anemia já estava com sobre peso. Fui procurar um ortomolecular que pediu um exame de fígado onde constatou que o mesmo já se encontrava em decomposição e indicou o exame da doença celíaca e deu positivo, em um mês sem o consumo de glúten minha anemia melhorou a ânsia e diarreias diminuíram e meu peso foi para 65Kg, fiquei super feliz me sentindo muito bem, isso durou um mês e voltei para os 68Kg - 6 meses depois estava com 72Kg... Hoje, três anos sem glúten não tenho mais anemia tenho náuseas só de vez em quando e mantenho uma dieta rigorosa mais não paro de ganhar peso. Estou sem saber o que fazer, pois estou pesando 83 Kg, não como muito e não paro de engordar faço exercícios, acompanhamento com nutricionista e não adianta nada, resolvi um problema e ganhei outro, pois nunca tinha tido tanto peso e esta afetando meu psicológico, a obesidade também é uma doença seria e não sei o que fazer!!! Se alguém estiver com o mesmo problema e puder me ajudar fico grata. Beijos...

  48. Boa tarde,
    Meu filho apresenta sintomas de intoletância ao glúten, muita diarréia, e fez exames para a detecção da DC (anticorpos anti-transglutaminase humana, anticorpos anti-endomisio), todos com resultado não reagente.
    Acha que mesmo assim ele pode ter a doença celiaca.

  49. Olá está sendo muito importante ler a menifestação de vcs aqui nesse site. Tenho um filho de 3 anos que sempre foi muito magrinho, mas desde o ano passado ele ainda ficou mais magrinho, sem ganhar o peso esperado. Em Janeiro de 2012 ele teve um prolapso retal (foram 5 episódios), pra quem nunca ouviu falar é como de fosse uma big emorroida, o anus vai todo para fora e no caso dele logo voltou. Levei ele na gastro que logo mandou eu cortar o leite e derivados e me pediu uma bateria de exames. Depois que cortei o leite não voltou o prolapso, faz 9 meses que ele segue dieta rígida de leite, mas o peso ainda não ficou legal. Os resultados do exame de sangue para doença celíaca foram negativos, mas a medica passou a endoscopica com biopsia que ficou caracterizada os problemas nas vilosidades (ainda não sei falar direito) no grau 3. Ela me mandou ir numa gastro referencia em DC aqui em vitoria-ES. Essa outra gastro acha que o resultado já está definido, pedi um teste genético que sairá o resultado nessa sexta. Estou relutante em acreditar, mas desde dezembro ele já faz a dieta rígida do gluten. Enquanto pe criança acho o problema menos pior já que tem alguma opções no mercado. Minha bolsa vive cheia de cocholate sem gluten, biscoitos e sucos para ele não passar vontade na rua. Mas é possível ter DC com o exame de anticorpos negativo? E se o exame genético também for negativo? Pode ser apenas alguma intolerância ao gluten e não DC? Alguem sabe informar? Estou bem preocupada! Grata

  50. Oi gente. Tenho Doença Celíaca e descobri há quase um ano. Comecei a ter muitas dores abdominais bastante fortes, emagreci consideravelmente (5 kg em menos de uma semana). Comecei a ter diversos desmaios, inclusive no trabalho. Fui a um médico que constatou que eu estava com anemia profunda e com falta de todas as vitaminas. Ele me indicou uma endoscopia, eu fiz e foi detectado que eu tinha a Celíaca, além de intolerância a Lactose. Durante um período fiquei internada, logo após casei com meu marido. Um dos sintomas mais fortes da celíaca foi a depressão, que atacou forte e tive que começar um tratamento. Nesse período tive diversas crises, que me levaram a uma segunda internação. Daí comecei a seguir a dieta de glutém e lactose à risca, e mudar meu comportamento. Engravidei alguns meses depois. No começo tive que interromper o tratamento da depressão, o que não foi nada fácil já que os remédios eram muito fortes. Mas hoje já estou com quase 5 meses e os exames apresentam que está tudo normal com bebê. Infelizmente, descobri a pouco que estou com hipotireoidismo, e que me preocupa bastante em relação a formação do bebê. Estou tomando a medicação recomendada, mas uma das coisas que me incomoda muito é a dor de estômago e a depressão que de vez em quando surge. Tenho uma filha de 9 anos, cujos últimos exames recentes apresentaram também intolerância à lactose e glutém. Ela está com baixa estatura para a idade. Vou levar ela ao Endocrinologista, para fazer um tratamento de hormônios e acelerar seu crescimento. Hoje me considero uma pessoa vitoriosa, pois consegui passar por várias situações difíceis com o apoio da minha família e meu marido que amo muito e minha filha também me ajuda muito. Espero que meu bebê venha bem e eu consiga viver tranquilamente com minha doença celíaca e de minha filha.

  51. oi meus irmãos pesso algo a vcs, não se desispere e nao sinta -se um(a) doente pos se segirem a dieta sem gluten podemos ter saúde ater melhor que muitos q pode comer o gluten,pos o mesmo so faz prejudicar o ser humano.Eu sou celiaca é dificil sim,mas é mas dificil é viver doente e ter que andar com um banheiro em nossos bolsos .confei em Deus, e nas forças que ele nós dar, de um dia a medicina resolver estudar e descubrir nossa cura ,por em quanto vamos enfrentar nao tenha vergonha de dizer não posso comer tao coisa e pronto , em ves do banheiro no bolso leve algo que vc pode comer, so assim vc nao vai passar fome e nao vai faser parte de entrar na cota em um bar, brincadeiriha ta: fique com Deus boa sorte e saude hoje e sempre.

  52. Alguma de vocês conseguiu engravidar sendo portadora dessa doença??
    Estou desesperada...

  53. Gente esses comentários de vocês são muito importantes, eu também tenho as duas Alergia ao leite, lactose e ao trigo foi muito difícil descobrir, mas a minha maior dificuldade é com cosméticos, não tenho nada de maquiagem, e outros, vocês passam o mesmo? é que retirei da alimentação e continuei com os sintomas, quando tirei dos cosméticos melhorei, aconteceu o mesmo com vocês, tem alguma dica de cosméticos que possa utilizar?

  54. sou celiaca a mais de vinte anos nunca fiz a dieta e fazia tudo errado mesmo sabendo do perigo que corria de um cancer no intestino delgado comecei a inchar muito e resolvi comecar uma dieta por conta propria pois ja a vinte anos ja sabia como era a dieta hoje estou otima parou a diarreia e me sinto muito bem

  55. Iliane,

    Quais os sintomas que você tinha quando usava alguns cosméticos com glútem?
    Estou com uma dieta totalmente restrita há 1 ano e mesmo assim ainda passo mal.
    Obrigado,
    Eduardo

  56. ola eu tb eu tambem tenho a doença e não consigo fazer a dieta as vezes fico muito preocupada com isso

  57. Alessandra, tenho que concordar, o Dr. Joaquim é especial, cuidou das minhas 2 filhas e sempre aconselhou eu e a Gisele, só tenho a agradecer, Dr. Joaquim parabéns.

  58. Os celiacos que ingerem gluten consegyem engravidar? Vc engravidou comendo gluten? demorou? Bjs

  59. Olá,
    Você pode indicar o gastro q passou em consulta? Passei em um q acha normal meus sintomas a mais de 3 anos ...

Deixe seu comentário!

(não poderemos responder questões sobre diagnóstico ou sintomas, procure sempre aconselhamento médico. No caso de receitas, não sabemos o resultado da substituição de ingredientes. Caso faça uma substituição e dê certo, sinta-se a vontade para publicar a sugestão aqui! Pedimos também que evitem postar publicidade sobre produtos e serviços, para anunciar no site clique aqui)